sexta-feira, dezembro 04, 2009

Fruto perfeito

As laranjas são um fruto extraordinário. Para além das vitaminas que contêm (com particular destaque para a C) poderíamos considerá-la um fruto perfeito. Não sei se já repararam que o seu sumo está protegido por três invólucros. Há a casca de fora que está "almofadada" por uma substância esbranquiçada e que protege os gomos. Estes, por seu turno possuem uma pele que protege minúsculos invólucros onde o sumo está alojado.
Mas as surpresas não se ficam por aqui. Os seres humanos armazenam os sumos (ou assim chamados) em embalagens de vidro, plástico, papel plastificado que, após o produto ser ingerido, se transformam num problema para o ambiente (apesar da reciclagem que hoje se faz). Já a laranja, apesar dos seus três invólucros, oferece-nos duas possibilidades ambas amigas do ambiente: os três podem ser ingeridos (com benefícios para a saúde) ou, se deitados ao lixo, são biodegradáveis.
Alguma vez um fruto tão perfeito poderia ter aparecido por mero acaso?
Não se poderá vislumbrar, na laranja, a sabedoria divina?

4 comentários:

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

José Carlos disse...

Obrigado pela sua visita. Espero que volte.

Ego ipse disse...

Na laranja... na natureza... em nós... só quem não quer ver é que não vê pois são tantas as coisas que manifestam a glória de Deus...

José Carlos disse...

É mesmo, Ego ipse. O pior cego é o que não quer ver.