sexta-feira, outubro 03, 2008

Razões para sorrir

Hoje, dizem, é o dia mundial do sorriso. As televisões vieram para a rua perguntar às pessoas se achavam que havia razões para sorrir.
As respostas não variavam muito. Diziam uns que não, que a situação económica não dá motivos para sorrir. Diziam outros que sim, que a vida é bela, que o sol, as crianças e o facto de se estar vivo são motivo bastante para sorrir.
Se me tivessem perguntado a mim eu responderia: Se eu fosse deste mundo não haveria de ter muitos motivos para sorrir. Como não sou (aqui sou apenas peregrino e forasteiro), penso naquilo que Jesus disse às mulheres de Jerusalém, quando o acompanhavam na sua caminhada rumo ao Calvário: "Filhas de Jerusalém não choreis por mim; chorai antes por vós e por vossos filhos...".
Jesus não era deste mundo e por isso, por si mesmo, ele não tinha motivos para chorar. Neste aspecto eu sou como Jesus; lembro-me que devo pensar nas coisas que são de cima e que no lugar que Jesus me foi preparar não há lágrimas, não há dor.
Ao pensar nisso, aconteça o que acontecer neste mundo, tenho motivos para sorrir.