quarta-feira, janeiro 31, 2007

Debate, dizem eles...


Tenho assistido a vários debates(?) sobre o que está subjacente ao referendo do próximo dia 11 de Fevereiro.
Ali aparecem várias figuras (e figurões) públicas, da área política e não só, esgrimindo argumentos que, dificilmente, convencerão quem quer que seja.
Alguns que estiveram envolvidos na construção da pergunta a que os portugueses são chamados a responder, lançam agora dúvidas sobre a mesma. Outros, apesar de não pouparem nos argumentos, mostram claramente que estão ali apenas para serem visto e ouvidos ou então para brilharem perante as lideranças dos seus partidos.
Os pretensos debates não passam, na maioria dos casos, de uma "feira de vaidades". Quanto às mulheres e às crianças em risco no ventre materno, vejo pouco interesse genuíno.
E assim vai a campanha sobre a despenalização da interrupção voluntária da gravidez.