quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Era o que faltava...

Só porque um jornal, dinamarquês, resolveu caricaturar Maomé, o mundo islâmico ficou a ferver. Aquela gente não compreende que, no mundo ocidental, há liberdade de expressão. À luz dessa liberdade já se tem dito de Jesus Cristo o que Maomé não diria do toucinho. Eu que sou cristão não gosto que se digam disparates a respeito daquele que considero o Deus Vivo e Verdadeiro, mas daí a clamar por uma guerra santa contra tudo e todos vai uma grande distância.
Não haverá quem explique àquela gente que as répúblicas islâmicas são, felizmente, muito poucas e existem apenas em países árabes?
Era o que faltava o Ocidente ter de se curvar a suas excelências...