quarta-feira, outubro 14, 2009

Tolstoi tinha razão

"O teste da observância dos ensinos de Cristo é a consciência de nosso fracasso em atingir a perfeição ideal. O quanto nos aproximamos dessa perfeição não é mensurável; tudo o que podemos ver é o tamanho de nosso desvio. Um homem que professa uma lei exterior é como alguém que está diante da luz de uma lanterna pendurada num poste. Há luz em toda a sua volta, mas ele não pode ir a lugar algum. Um homem que professa os ensinos de Cristo é como alguém que carrega uma lanterna diante de si em um poste longo, ou mesmo não tão longo: a luz está diante dele, sempre a iluminar lugares novos e sempre a encorajá-lo a ir mais longe"

(Leon Tolstoi citado por Philip Yancey no livro "Alma Sobrevivente")