quinta-feira, outubro 15, 2009

António Feio, que futuro?

Lembro-me do António Feio desde 1966/67, ano em que passou na RTP uma série "Gente Jovem" em que ele, ainda miúdo, contracenava com Henriqueta Maia, Vasco Morgado Júnior, entre outros.
Depois disso acompanhei, dentro do possível, a sua carreira (Moçambique terra de origem viu algumas coisas que nós não vimos) enquanto actor, director de actores, encenador, etc.
Lembro-me dos comentários das vizinhas que moravam na mesma ilha onde eu morava. Falando do miúdo, que viam na série "Gente Jovem", garantiam que ele haveria de ter um grande futuro. E teve, em termos artísticos. A minha pergunta é; e agora António?
Acredita, eu gostava muito de te ter por cá mais uns anos até porque sou admirador do teu trabalho mas, seja por causa da doença que tens ou não, um dia (tal como eu) vais partir deste mundo e, ISTO É IMPORTANTE, qual vai ser o teu futuro?
Há uma eternidade para viver; onde vai ser a tua? Ou serás daqueles que pensam que com a morte tudo acaba? Será que pensas que a tua eternidade durará o tempo que as revistas cor-de-rosa te dedicarem após a tua morte ou o tempo que durarem os memoriais que os homens da cultura te edificarem?
Sem dúvida que, neste mundo, ajuntaste fama, dinheiro, amigos e admiradores; mas e na eternidade que ajuntaste tu? Qual vai ser o teu futuro na eternidade?