sexta-feira, outubro 23, 2009

Nunca mais aprendo...

Hoje tive um mau dia! Quando saí da rádio onde trabalho dirigi-me aos correios para levantar um documento, dimanado da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, que veio dirigido á minha filha mais velha. Ao chegar deparei-me com uma multidão de beneficiários do rendimento de inserção que lá estavam para receber a respectiva verba. Tirei a minha senha com o nº 213 e a contagem ia ainda no nº 60. Esperei e desesperei. Quando, finalmente, fui atendido abri de imediato o envelope para ver de que se tratava afim de avisar a minha filha. Li mais ou menos o seguinte: "Por ter sido apanhada a atender o telemóvel enquanto conduzia e após ter pago a multa, é informada que vai ficar inibida de conduzir durante 45 dias".
Imaginem como fiquei...
A miúda vinha de dar apoio aos sem abrigo e, preocupada que estava com o marido, aproveitou a paragem num semáforo para lhe ligar... foi o suficiente, vindos não se sabe de onde lá estavam os polícias. Pena que nunca apareçam quando estamos a ser assaltados ou quando nos estão a danificar o carro...
Furioso e a vociferar contra a polícia (ainda me apetece) fui ter com a minha mulher com quem almocei e depois fui com ela (de rosto fechado) a uma grande superfície comercial fazer umas compras.
De repente vi um senhor a empurrar uma cadeira de rodas com uma senhora que se via ter tido um grave problema de saúde. Enquanto a empurrava, com rosto triste, dizia-lhe: "agora vou levar-te à zona que mais gostavas de visitar"
Compreendi de imediato que o problema grave que atingiu aquela senhora era recente. O senhor que empurrava a cadeira (não sei se marido se um outro qualquer familiar) levava-a porque ela certamente, enquanto com saúde, gostava de fazer as compras só que agora não podia.
Fiquei a pensar; eu para aqui preocupado (e irritado) com uma ninharia quando há pessoas como estas que têm, certamente, um problema bem mais angustiante a enfrentar.
Nunca mais aprendo...