quarta-feira, setembro 09, 2009

Não se faz...

O treinador Manuel José, actual seleccionador angolano, não perdoou o facto de ter sido preterido para seleccionador nacional. Vai daí, num momento em que a nossa selecção necessita de se concentrar para a difícil tarefa que tem pela frente, sai a terreiro tecendo críticas que, apesar de direccionadas aos dirigentes da federação e ao seleccionador nacional, não deixarão de fazer mossa na equipa de todos nós.
Isso significa que o respeito que tinha por ele, a partir deste momento, deixou de existir. Todos temos direito a não gostar de ser preteridos mas não devemos permitir que o nosso azedume, a dada altura, prejudique aquilo ou aqueles que têm que estar acima dos nossos interesses particulares.
Aquilo que Manuel José hoje fez não se faz.