quinta-feira, novembro 06, 2008

Ai a chuva...ai o frio...

A senhora, com o nariz vermelho, ia a entrar no prédio onde trabalho e, fechando o guarda chuva ia dizendo: "maldita chuva...maldito frio". Procurando mudar o rumo da conversa eu disse: "Bom dia". "Bom dia?", perguntou a senhora de nariz vermelho. "Acha que isto é um bom dia?"
Já no elevador, e como a senhora não parava de se lamentar quanto ao tempo, resolvi entrar no assunto. "Com que então maldita chuva... sempre quero ver, quando o Verão chegar, se não vai gostar de ver àgua nos rios e nas torneiras..."
"Eu sei que a chuva faz falta", disse por fim a queixosa, "mas e o frio? para que serve o frio?", e tão depressa perguntou como concluiu: "o frio só serve para nos obrigar a andar vestidos como chouriços e, apesar disso, constipados".
Eu (que por sinal estou bem constipado) disse-lhe: "O frio serve para matar bicharada que, doutra forma, destruiria colheitas e nos incomodaria a todos.
O senhora chegou, por fim, ao andar onde deveria saír. Antes que o fizesse eu ainda tive tempo para lhe dizer: "Sabe eu, apesar de estar muito constipado, já hoje agradeci a Deus pela chuva e pelo frio".
A mulher grunhiu: "O senhor deve ser masoquista"
Será?