sexta-feira, novembro 09, 2007

Isto é que é ter visão...

Numa altura em que a igreja católica regista acentuada falta de seminaristas, padres e fieis nos cultos, os bispos portugueses foram ao Vaticano prestar contas ao seu chefe, o papa.
O de Braga pediu-lhe conselhos sobre como melhorar a igreja e o papa não se fez rogado, apresentando a receita: FAZER PEREGRINAÇÕES AOS SANTUÁRIOS.
Depois ouvimos alguns católicos, os chamados esclarecidos, a dizer que a igreja (católica) não incentiva os seus fieis à idolatria.
Bem pode o Secretário do vaticano dizer, em Fátima, que os católicos se devem voltar para a Santíssima Trindade porque a "senhora" nunca pretendeu chamar a atenção para si...

11 comentários:

Arrevezado disse...

Eu às vezes até acho que a igreja católica deveria apostar mais no Marianismo em geral e no 'Fatismo' em particular, assim deixavam de ser definitivamente apelidados de Cristãos o que acabava com todas as confusões. Mas isto é só uma ideia...

Anónimo disse...

Ainda bem que é só uma ideia, sugerido por um idiota, na conotaçao negativa que a essa palavra se associa.
Perdeu sinceramente uma boa oportunidade de estar calado...

José Carlos disse...

Pelo menos explique porque é que a ideia é idiota.
Para mim faz todo o sentido.
Infelizmente os católicos do meu país, regra geral, são mais marianos que cristãos.
A verdade pode doer mas deve ser dita. E, acredite, é com tristeza que o faço.

Anónimo disse...

Que vocês nao acreitem em santos ou neste caso nao sejam devotos de maria é uma coisa, nao vos dá é o direito de criticar seja quem for sobre aquilo acreditam, isto falando em geral.
Falando em particular uma coisa eu tenha a certeza, mesmo sendo devoto de Maria sou muito mais cristão do que vocês.
"A verdade pode doer mas deve ser dita. E, acredite, é com tristeza que o faço".

arrevezado disse...

Caro leitor anónimo deste excelente blog, lamento que a ironia do meu comentário o tenha chocado. Devo dizer que quando me refiro a Cristianismo, falo do Cristianismo que aprendi pela leitura e estudo da Bíblia.

No contexto referido, Maria é um exemplo para todos os cristãos, cumpriu de forma notável o papel que lhe foi dado por Deus Pai, mas a salvação da Humanidade (e é esse o objectivo do Cristianismo) depende exclusivamente de Cristo.
Quanto aos santos, também existem, os apóstolos nas suas cartas referem-se aos crentes como 'Santos'. No entanto, em nenhuma parte da Bíblia se afirma que Maria ou qualquer outro crente deva ser objecto de adoração.

Rejeito portanto esse 'Cristianismo' que admite o culto a outras entidades que não se integrem na Santíssima Trindade e lamento a nossa discórdia.

José Carlos disse...

Apesar da muita consideração que tenho por Maria, ninguém que a coloque ao nível de Cristo merece o título de cristão. Pode usá-lo, mas indignamente.
No mais, o caro anónimo já me habituou a ser,inconsequentemente, teimoso.
P.S. - Já agora deixe-me comentar a sua frase: "Vocês não têm o direito de criticar, seja quem for, naquilo que acreditam".
Meu caro amigo, criticar é um direito que, em democracia, assiste a todos. Eu até posso respeitar a sua ideia,que considero errada. Mas que tenho direito de, à mesma contrapor a minha, lá isso tenho e, acredite, vou fazê-lo SEMPRE.

José Carlos disse...

Obrigado, arrevezado, pelos seus comentários tão lúcidos.

Anónimo disse...

Saiba meu caro, que o facto de ser devoto de Maria nao significa que a estejamos a po-la em pé de igualdade com Cristo, isso se reparar bem são vocês que o dizem.
Quanto ao criticar eu sei que o vai fazer sempre, pois isso é o que vocês sabem fazer melhor, aliás pelo que me apercebo estão mais preocupados em criticar os outros, do que propriamente estar em consonância com cristo.

Já que vai criticar sempre, dou-lhe uma sugestão, olhe bem ao seu redor e veja que á muita coisa que está mal e que precisa de ser criticada, na igreja na qual acredita.

Pois eu digo critique, porque eu nao consigo, porque apesar de não estar de acordo com vocês, sei respeitar as diferenças, e nao é por causa disso que digo que nao merecem a distinçao de cristão.

Pois ser critão também passa por aqui.

José Carlos disse...

Meu caro eu não acredito em igrejas. Acredito em Cristo.
Eu não estou a seguir uma religião ou uma igreja, procuro (com muitas falhas) seguir a Cristo.
Jesus não cahmou as pessoas a religiões ou igrejas, chamou-as para SI mesmo.
Nem veja nas minhas críticas algo de pessoal. Eu critico (de forma construtiva)o que acho não se coadunar com aquilo que a Bíblia ensina.
O meu caro amigo só me vai convencer que está correcto se me provar pela Bíblia que está correcto.
Agora, convenhamos, se me dá a entender que acredita assim porque acredita assim e quer que eu coloque aí um ponto final, faça-me um favor...

Sip of Glory disse...

Meus caros:
Que significa ser cristão? Não significa ser seguidor de Cristo? Não é Ele o "Mestre"? Por que devo dirigir-me a santos ou a Maria? Se Maria é mãe de Deus quem será a mãe de Maria? Estará Deus "escondido" atrás de algum altar ou será Ele acessivel para o comum dos mortais? Afinal Deus é ou não Omnipresente? Se sim porque devo fazer peregrinações? Não me quero intrometer mas procuro gente sincera que sem preconceitos queira meditar sobre estes e outros assuntos.

José Carlos disse...

Apoiado.