quinta-feira, outubro 19, 2006

Porquê a pergunta?

Em Lisboa, na localidade de Rocha Conde de Óbidos, há uma linha de comboio cujo atravessamento tem originado várias mortes. Uma senhora, que nem é dalí, apercebendo-se do problema resolveu recolher assinaturas para pedir às autoridades uma solução para o problema.
Um jornalista quis saber da cidadã o que é que a levou a tomar esta atitude. A senhora em causa, visivelmente surpreendida pela pergunta, respondeu: "O que me move? Ora, ninguém gosta de ver pessoas a morrer..."
O que a referida senhora estava a tentar dizer era isto: "deveria ser normal um ser humano preocupar-se com os outros".
Só que, hoje em dia, isto é tão raro que o jornalista teve de fazer a pergunta.