segunda-feira, dezembro 19, 2005

A Estrela de Belém

Diz o Evangelho de Mateus que, aquando do nascimento de Jesus, uma estrela guiou uns magos do oriente até Belém. Esta questão da estrela tem originado as mais diversas interpretações. Os adeptos do fenómeno ovni não deixam de "puxar a brasa à sua sardinha". Os mais ligados à astronomia dão uma série de sugestões para o fenómeno: eclipses, conjunções planetárias, aparecimento de cometas de curtos ou longos períodos, (o Halley por exemplo) novas, super-novas, etc.

Por incrível que pareça, este tipo de "delírio" tem até convencido algumas pessoas, ditas cristãs.

Ora convém lembrar que, de acordo com Mateus, a estrela guiou os passos dos magos até ao local onde o menino se encontrava. Basta ter este ponto em consideração para se admitir que, a tal estrela, foi um sinal dado por Deus aos magos. Um sinal que não tem de ter nada a haver com fenómenos ditos naturais.

Muitos cristãos ainda não compreenderam que, muitas vezes, a tentativa de alguns explicarem certas ocorrências da Bíblia com fenómenos naturais, outra coisa não é do que uma tentativa de descredibilizar a ideia do milagre. Mas, minha gente, quer gostem quer não os milagres existem.

Eu creio que a Estrela de Belém foi um milagre de Deus.