domingo, setembro 19, 2004

Pastoral da incrédulidade

Li no "Público" de hoje, a crónica de Frei Bento Domingues que referia uma entrevista, dada por um pretenso pastor luterano, em que, a fazer fé no cronista, o mesmo mostrava descrer de Deus, da ressurreição, dos milagres, etc.
O cronista refere uma pergunta da jornalista que, tendo em conta as dúvidas pelo pastor levantadas, o interroga sobre o porquê de continuar ainda com as funções pastorais. A esta pergunta o tal pastor terá respondido: "Cristianismo é a mais bela história que já existiu...".
A minha pergunta é a seguinte: Porque é que um homem, Frei Bento Domingues, ligado a uma igreja dita cristã, se dispõe a dar destaque a uma coisa como esta. Ainda por cima com o título que encima este post?
Compartilhará o Frei de, pelo menos, algumas destas dúvidas?