quarta-feira, agosto 18, 2004

MUITA confiança no que merece POUCA.

Alexander Whytes, velho biógrafo, costumava dizer que os seres humanos têm a tendência de pendurar pesos muito pesados em cabos muito finos.

Que grande verdade!

Temos a tendência de fazer depender a nossa felicidade da saúde, bom curso, emprego excelente, beleza física, conta bancária, etc.

Claro que colocar confiança ilimitada no que, necessáriamente, é limitado é um erro que, mais cêdo ou mais tarde, apresentará a factura.