quinta-feira, maio 13, 2004

Quem diria?

Quando tinha sete anos, a sua família foi forçada a deixar a casa em que moravam. Ele teve de trabalhar para ajudar no sustento. Aos nove , sendo uma criança tímida e pouco desenvolvida, assistiu à morte de sua mãe. Aos 22 perdeu o seu emprego como empregado de balcão. Queria ir para o curso de direito mas as notas não eram suficientemente boas.Aos 23 afundou-se em dívidas para tornar-se sócio de um pequeno mercado. Três anos mais tarde morreu o seu sócio, deixando uma enorme dívida, que demorou anos a saldar. Aos 28, tendo namorado quatro anos com uma jovem, pedindo-a em casamento ouviu um NÃO. Antes disso namorou com outra raparigo que faleceu num trágico acidente. Aos 37 anos, à terceira tentativa, é eleito para o Congresso dos E.U.A., dois anos depois, ao tentar a reeleição, perdeu, ficando numa situação de depressão profunda. Aos 41, o seu casamento, já de si mesmo infeliz, é mais abalado com a morte de seu filho de quatro anos.Depois disto vai ser rejeitado para vários cargos, perder mais eleições, o que torna este homem em alguém que ninguém invejava e a quem poucos respeitavam.
Pergunto: Pode uma pessoa assim vir a ser presidente dos Estados Unidos da América?
Cuidado com a resposta. Este homem, aos 51 anos foi eleito presidente dos E.U.A. Estou a falar de Abraham Lincoln.
Quando morreu, assassinado por um amante da escravatura a que ele pôs cobro, um famoso opositor disse: "Aqui está um dos mais perfeitos governantes que o mundo já viu e que agora pertence à eternidade".
Quem diria?