terça-feira, março 30, 2004

Saramago e a democracia...

Ensaio sobre a lucidez, o último livro do laureado escritor português, está a fazer falar os políticos, contráriamente ao desejo do autor. Este diz que se fala pouco de política e que os políticos falam de mais.
O livro, entretanto, vai ser uma "bota" difícil de descalçar. A democracia que temos não serve, diz Saramago. Mas o que pode ocupar o seu lugar?
Questão não menos importante é saber o que se deve fazer caso os portugueses votem, maioritáriamente, em branco. Deveria isso significar cartão vermelho à democracia?