sábado, fevereiro 21, 2004

Porque é que a separação custa tanto?

Brevemente a minha "caçulinha" vai partir para Itália. Eu sei que a Itália é mesmo alí ao lado, a mãe dela e a irmã também sabem, só que isso não alivia a tristeza que já se sente.
É claro que podemos pensar no reencontro, mas mesmo essa positiva lembrança, não vai conseguir diminuir o impacto do momento da separação.
Mas tem mesmo que ser. E o que tem que ser, tem muita força...
Alegra-me pensar numa promessa bíblica: No Céu não haverá mar, simbolo da separação.
Só que ainda estamos aqui, na terra...