terça-feira, março 30, 2010

Um brinquedo caro

Cientistas continuaram hoje a entreter-se com um brinquedo caro que construíram na Suíça a 100 metros de profundidade. Trata-se do Grande Acelerador de Hadrões, um túnel com 27 quilómetros no interior do qual se teria produzido colisões de protões numa velocidade próxima da luz procurando recriar os primeiros momentos do universo, após os big bang, que esses cientistas imaginam ter acontecido há cerca de 13,7 milhões de anos.
Agora, no meio dos “escombros” da explosão vão procurar encontrar a partícula de Higgs que alguns denominam de partícula de Deus.
Podiam brincar com coisas mais baratas e menos perigosas não era?
Algumas perguntas:
Se foram necessários tantos investimentos e tantos cérebros envolvidos hoje, porque é que há 13 milhões de anos a tal explosão aconteceu sem nada nem ninguém?
Se, no passado, aquela explosão construiu todo um universo porquê ter realizado a experiência tão "às escondidas"?
Ou será que, como eu, esses cientistas também duvidam que uma explosão possa construir o que quer que seja?

4 comentários:

Davide Vidal disse...

Pois e afinal apesar de tantos "cérebros iluminados" parece que não foi desta que conseguiram recriar "um acaso"....

José Carlos disse...

Só agora chegaram à conclusão que conhecem muito pouco do universo. Dizem que é como atingir apenas a linha de horizante quando se olha para o mar não se sabendo o que fica para além disso.
Que novidade!

serpai disse...

Siempre me es gratificante recorrer el mundo de los blogs… y encontrar algunos como el tuyo. También tengo la esperanza que alguna vez pueda verte por el mío, que también se escribe en portugués, sería como compartir esta pasión por escribir que une a tantas personas y en tantos lugares...

Sergio

José Carlos disse...

Olá Sérgio. Já visitei o teu blog e voltarei a faze-lo.
Obrigado pela visita