sexta-feira, setembro 18, 2009

Alguém escuta

Pessoas e entidades sob escuta é, no nosso país, assunto recorrente. O que está a dar, neste momento, são as possíveis escutas que estarão a ser feitas, a mando do Governo, ao palácio de Belém e mesmo ao jornal Público, o matutino que deu, em primeira mão, a notícia. O assunto virá a lume por causa das eleições? Seja como for é grave. Se os assessores de Cavaco Silva inventaram o assunto; se o Presidente permite que a invenção persista é muito grave. Se a notícia corresponder à verdade e as autoridades competentes (o P.R. incluído) nada tentaram esclarecer, é grave.
Não clarifica nada ouvir Cavaco Silva prometer que, a seguir às eleições, vai investigar o assunto. Não clarifica nada ouvir Sócrates dizer que só está interessado em fazer campanha...
O que entristece os políticos alegra os verdadeiros cristãos. Quando estes sabem que Deus os escuta alegram-se…ou não…