quinta-feira, agosto 06, 2009

Estaremos a avançar?

Em pleno século 21 estudos da Organização Mundial de Saúde demonstram que mais de 140 milhões de mulheres foram vítimas da mutilação genital feminina, ritual iniciático que constitui uma hedionda violação dos direitos humanos. Mas há por aí que diga que o mundo está a avançar.
No Sudão cerca de 20 mil mulheres são castigadas por “vestir roupa indecente” ao usar calças. São sancionada com pena de prisão, 40 chicotadas e a aplicação de uma multa. Mas há por aí quem diga que o mundo está a avançar.
Na última semana, fundamentalistas islâmicos destruíram doze igrejas cristãs no norte da Nigéria. Militantes do grupo radical Boko Haram (também conhecido como Talibãs da Nigéria) foram responsáveis pela matança de 250 pessoas sob o pretexto da Lei islâmica. Para estes extremistas que tentam impor a Sharia em todo o território, “a cultura e a educação ocidental são pecado” e por isso é preciso eliminar a raiz do problema. Mas ainda há por aí quem defenda que o mundo está a avançar.
No Ocidente, onde impera a democracia, vão-se repetindo os gestos de boa vontade e de respeito pelos direitos das comunidades minoritárias. Em Inglaterra, por exemplo, a polícia chegou a acordo com os líderes religiosos das mesquitas para que as mulheres da polícia britânica passem a usar véu nas imediações dos templos islâmicos, de forma a garantir a segurança e uma relação de maior proximidade com os fiéis. Haverá quem seja capaz de ver nesta capitulação que o mundo está a avançar ?
Se, como disse António Gideão, “Sempre que o homem sonha o mundo pula e avança” então a realidade mostra que o homem está a sonhar muito pouco.

(Fonte: desafio.miqueias@gmail.com)