segunda-feira, julho 27, 2009

Monopolistas

Em Portugal, e não só, a igreja romana desde cedo se habituou a ocupar (indevidamente)
os pontos mais elevados, com uma qualquer
"divindade".
Regra geral são as "senhoras" que mais espaços desses ocupam: senhora do viso, senhora da graça, senhora da agonia, etc. etc.
Essa prática vem do tempo em que a igreja romana achava que tudo era seu, ao contrário de Jesus que, embora fosse dono de tudo, viveu aqui como se nada lhe pertencesse.
É por isso que num dos altos de Portugal, (Mondim de Basto) de onde se pode ver uma paisagem fabulosa, a vista de baixo para cima é toldada pelo espaço que foi dedicado à senhora da graça.
A propósito. Convém lembrar que Deus é o Deus de toda a Graça e que a virgem Maria não é (como diz a reza) cheia de Graça e sim agraciada. Ela não tem graça para dar; foi, isso sim, alvo da Graça de Deus.