quinta-feira, julho 16, 2009

Fé versus Prevenção

A igreja romana, a pensar no problema da gripe A, quer (entre outras coisas) implementar nas suas igrejas a ideia de dar a hóstia na mão e não na boca. Já que no entender da referida igreja, a hóstia é "o corpo de Cristo" pergunto: O "corpo de Cristo" poderá ser infectado com a gripe A ou outro qualquer vírus?
Reconheço que esta minha pergunta é apenas uma provocação até porque não somos contra a higiene. Aproveitamos é a ocasião para desafiar os nossos amigos católicos romanos a repensar a doutrina da substanciação que, à luz das Escrituras, não faz qualquer sentido.