quinta-feira, abril 02, 2009

Paraísos e Pomares

Hoje li e ouvi de paraísos. Ao ler a edição da revista "Sábado", que traz um artigo denominado "As guerras ocultas da Bíblia", li um comentário do padre Armindo Vaz (professor na Universidade Católica) onde garante que Adão e Eva não viveram no paraíso (diz ele que a palavra não existe no hebraico) e sim no "pomar de uma várzea".
Depois ouvi que na cimeira do G20 os líderes mundiais convergiram na necessidade de se acabar com os paraísos fiscais.
Fiquei a interrogar-me se esses paraísos de facto existem ou se, afinal, não passam de "pomares de uma várzea”, por exemplo na Madeira.
Lembrei-me ainda que, se calhar, o Sr. Professor, da Universidade Católica (a quem a revista Sábado chama de biblista) deveria traduzir o que Jesus disse a um dos malfeitores que com ele foi crucificado: "Em verdade te digo que hoje estarás comigo na paraíso" para: "Em verdade te digo que hoje estarás comigo no pomar da várzea celestial"
Pobre "biblista". Apetece-me repetir o que disse o monarca espanhol ao presidente venezuelano: "Porque não te calas"?