sábado, janeiro 24, 2009

Evangélico

Temos sido, ultimamente, invadidos por notícias que envolvem a palavra “Evangélico”. São notícias sobre um edifício de uma igreja, no Brasil, que desabou (que eu considero mais uma seita que uma verdadeira Igreja Evangélica) são notícias sobre figuras religiosas que Obama terá convidado para a sua tomada de posse (todos considerados evangélicos) e o termo é até aplicado à denominada “igreja universal do reino de Deus”.
Tendo ficado furibundo, resolvi consultar o dicionário e fiquei pasmado. Não é que o dicionário é como as leis portuguesas que, dependendo das interpretações, podem estar sempre correctas? Senão vejamos:
Evangélico
adj.
relativo ao Evangelho;
do Evangelho.
Evangelho
doutrina de Jesus Cristo;cada um dos quatro livros sagrados do Novo Testamento, que contêm a vida de Jesus;trecho de um desses livros que se lê na celebração da missa;por ext. qualquer ideia ou teoria que se tem por absolutamente certa;conjunto de preceitos por que se regula uma seita; (!?) boa nova.
Bem, a verdade é que tenho de pensar muito bem quando, no futuro, me declarar evangélico.
Mas não sei porque é que me admiro tanto. Eu deveria ter em conta o peso que a palavra cristão tinha quando, em Antioquia, foi atribuída aos seguidores de Cristo e na que tem hoje.
Mudam-se os tempos…