quinta-feira, janeiro 15, 2009

Ai Sr. Primeiro Ministro...

Num serviço local da segurança social do Grande Porto apercebi-me de uma situação ridícula. Uma senhora que trabalhou, e descontou, durante 30 anos, porque se quer reformar antes dos 65 anos, vai receber cerca de 90 euros de pensão.
"Burra", disse-me alguém que percebe do assunto. "Se ela nunca tivesse descontado poderia agora receber a pensão social que são, pelos menos, 200 euros. Se a isso acrescentasse o complemento solidário de idosos acabaria por receber cerca de 400 euros".
E ainda se fala em justiça social Sr. Primeiro Ministro!