sábado, dezembro 13, 2008

O “natal” de Alguns

Apesar de saber que a população mundial se pode dividir em vários grupos, hoje vou dividi-la em apenas dois: Aqueles para quem no Natal Deus colocou Jesus na manjedoura em Belém e aqueles para quem, em determinada altura, a evolução colocou o homo sapiens (um primata bípede pertencente à superfamília hominoidea, juntamente com outros símios: chimpanzés, gorilas, orangotangos, etc.) na “manjedoura” da humanidade.
O segundo grupo olha para o primeiro com olhar crítico ou complacente. Alguns do grupo, mais extremistas, ridicularizam os do primeiro e outros até são capazes de “embarcar” com aqueles nas festividades, mais que não seja pela tradição, pela gastronomia, pelo convívio.
Verdade deverá ser também dita em relação ao primeiro grupo que, também ele, se subdivide em dois: Aqueles para quem no Natal Jesus veio para resolver um gravíssimo problema que a humanidade tinha criado e que, por si só, não podia resolver e os que olham para o Natal como um mero acontecimento religioso, que faz parte do calendário litúrgico.
Para mim Deus criou a humanidade a partir de Adão e Eva. E como esta, para sua infelicidade, se desviou do caminho previamente proposto, Jesus nasceu porque veio à nossa procura para nos poder reconciliar com Deus.
É por isso que dou tanto valor ao Natal.