sábado, julho 28, 2007

Fanáticos

Alguém escreveu que "Fanático é aquele que redobra os seus esforços apesar de já ter perdido de vista seus objectivos".
O fanático anda em círculos e não se apercebe disso. Por isso é repetitivo, não é capaz de inovar, não progride, não chega a lado nenhum.
O fanático olha com desconfiança quem caminha em frente, quem ousa ousar, quem inova. Como tem medo de sair da rotina acusa os que não são como ele de serem libertinos, pecadores incorrigíveis e mundanos com os quais não se pode contar.
Por isso os fanáticos acabam sós. Apesar disso, no seu orgulho cego, são capazes de dizer como Salazar: "Orgulhosamente sós".
Os fanáticos nada de útil acrescentam, são perniciosos e perfeitamente dispensáveis.
Fanatismo não, obrigado.