segunda-feira, novembro 06, 2006

Precisamos de ser cuidadosos...

Hoje, ao caminhar pela Av. D. Afonso Henriques, em Matosinhos, vi de repente um homem moreno, com brinco na orelha e uma criança ao colo. Corria e olhava para trás, transportando a criança de forma desajeitada.
Dei comigo a olhar, e não fui o único. O meu primeiro pensamento foi: "ele está a raptar aquela criança". Provavelmente o mesmo pensaram os outros "mirones".
É claro que pensei de imediato em fazer alguma coisa. Ficar ali a ver uma criança ser raptada e não fazer nada não faz parte do meu feitio.
O homem continuava a correr e a olhar para trás. De repente chegou perto de um carro, mal estacionado, onde a polícia municipal estava já a fazer o trabalho que mais gosta, passar multas.
Então compreendi o porquê do homem correr. De repente, saída de uma loja dos chineses, eis que surge a mãe da criança e se dirige também para o carro. A família estava junta; o pai, a mãe e o bebé.
Afinal a única coisa desagradável que ali aconteceu foi a multa.
Depois pensei. Meu Deus, as coisas estão de tal maneira que já conseguimos ver anormalidades em situações perfeitamente normais.
Precisamos de ser cuidadosos.