sábado, agosto 26, 2006

Crianças são mesmo assim

Decorria a reportagem sobre a demolição de habitações em Azinhaga dos Besouros - Amadora. Algumas famílias, de africanos, viram-se de repente sem um lugar para habitar. Uma senhora perguntava onde iria passar a noite, ela e os seus filhos ainda crianças, já que lhe tinham destruido a casa sem que lhe dessem alternativa.
O ambiente era de consternação. Os adultos estavam todos com ar carregado, revoltados, com lágrimas nos olhos.
As crianças, essas, bricavam normalmente, como se nada de anormal se passasse.
A criança, regra geral, não se preocupa com o dia de amanhã. Por isso é que Jesus nos mandou ser como elas.