segunda-feira, novembro 28, 2005

O Vaticano é assim...

O Vaticano aprovou "nova" legislação sobre o ingresso nos seminários e no sacerdócio, segundo a qual, os rapazes que, no seminário, revelem tendências homossexuais devem ser desmotivados, pelos seus conselheiros e confessores, em relação ao sacerdócio.
Convém dizer que, de acordo com a Bíblia, a homossexualidade é anti-cristã. Deus é contra essa prática, embora ame os homossexuais como ama qualquer outro ser humano. Logo, compreende-se a posição da igreja católica(que não é própriamente uma novidade) neste particular.
Mas convém dizer que a homossexualidade não é a única coisa que Deus condena na Bíblia. Condena a opulência, tão enraizada no Vaticano; condena o sacerdócio restrito, considerando que todos os crentes são sacerdotes; condena a mariolatria (adoração a Maria) e a idolatria (adoração às imagens); condena o celibato forçado; condena o ensino da salvação mediante as boas obras dos fieis, dizendo, claramente, que a salvação é EXCLUSIVAMENTE pela graça, mediante a fé, etc. etc.
Quanto a estes assunto o Vaticano nada diz, porque quer que tudo continue na mesma. Assim, estas tomadas de posição vaticanistas devem ser consideradas, tão sómente, como meras tentativas de lavagem de imagem.