terça-feira, julho 05, 2005

A moda pegou...

Antigamente quem queria vender, ou pedir para esta ou aquela causa, enviava correspondência para nossas casas. Agora, quem tem telefone fixo, quase não faz outra coisa à hora de jantar, que não seja atender chamadas de alguém, sempre muito simpático, que geralmente nos trata pelo primeiro e último nome, a tentar chamar a nossa atenção para este ou aquele produto ou para esta ou aquela campanha de solidariedade.
É comparável às "esperas" nos semáforos. Parece que não temos fuga possível.
Eu compreendo as necessidades das pessoas mas, quando será que elas compreendem a minha necessidade de descanso? Afinal acabei de chegar do trabalho, estou sentado à mesa para jantar com a família...