quarta-feira, junho 22, 2005

Reinserção

Ontem visitei mais uma cadeia. Tratou-se da cadeia feminina de S.ta Cruz do Bispo. Alí estão várias mulheres, a maior parte ainda jovens, que um dia, cumprida a pena, vão ser devolvidas à liberdade.
A questão que se coloca é: como vai ser a sua reinserção?
Pela atitude dos guardas prisionais (salvo raras excepções, mostram que APENAS se preocupam em fazer "o seu trabalho" e cumprir horário) conclui-se facilmente que não sairão preparadas, pesa embora o grande esforço da "parte civil".
A atitude dos guardas (masculinos e femininos) provoca a revolta, em quem já é revoltado. Depois, as condições que o país pode oferecer, vão originar que as pessoas libertadas o sejam apenas a prazo.
É por isso que, frequentemente, volto a encontrar nos estabelecimentos prisionais, aqueles que já tinham cumprido penas.
Sei que temos pouco dinheiro mas é urgente,que a reinserção dos reclusos seja, de novo, equacionada