quinta-feira, abril 15, 2004

Presente envenenado...

Bin Laden "tirou um coelho da cartola". Em mensagem divulgada em televisões árabes, ofereceu a paz a Europa.
Em troca exige, apenas,que os militares de países europeus se retirem dos países muçulmanos e não cooperem na luta anti-terrorismo.
O fulano garantiu que a sua organização não mata por matar. São portanto uns anjinhos cheios de razão. E a razão deles é esta: o Islão é a única religião verdadeira e os praticantes de outras religiões são infieis.
Embora alguns o não digam, o pensamento vigente foi recentemente divulgado por um líder extremista exilado em Londres. Garantia este senhor que a Inglaterra não teria nada a temer, quanto ao terrorismo, se adoptasse a regime de Repúblia Islâmica.
Portanto as coisas são muito simples. Se o mundo se puser de cócoras perante o extremismo árabe, não terá nada a temer... mas o que é isto? quem poderá defender que aqueles que, em todo o mundo livre, podem construir livremente mesquitas e espalhar as suas ideias religiosas, não permitam tal liberdade nos países que controlam? Como poderemos curvar-nos perante gente que da liberdade só conhece o que o dicionário diz?
Mas já há quem defenda que se faça a vontade aos meninos. E um bom exemplo disso está mesmo aquí ao lado...