sexta-feira, fevereiro 06, 2004

Mais uma vez no topo da lista, mas sem honra

Um estudo, agora revelado, garante que Portugal é o segundo país da U.E. onde se tomam mais tranquilizantes, sonoríferos, ansiolíticos, etc.
O mesmo estudo diz que, também por parte da classe médica, se procura atacar mais os sintomas do que aquilo que os provoca. Diz ainda que a maior parte dos problemas são agravados, e não resolvidos, pela referida medicação.
Continuo na minha. Conhecimento sem sabedoria...
Mas há uma pergunta que se impõe: Toda esta aparente ansiedade dos portugueses se explica com causas, apenas, relacionadas com o lado de cá?