segunda-feira, janeiro 05, 2004

Isto passa-se num país da União Europeia

A senhora teria 60 anos. O cabelo, onde o preto mal se notava, estava em desalinho e vestia-se modestamente sem esquecer um avental já bem gasto. Dirigiu-se ao farmacêutico apresentando-lhe o receituário e uma pergunta: "À minha parte quanto será?" Quando o famacêutico fez as contas ouviu-se na farmácia a velhinha dizer: "Então levo só o charope" O farmaceutico disse então: "Mas olhe que este, se calhar, é mais necessário..." ao que a velhinha respondeu: " Pois é mas não tenho dinheiro..."
Felizmente que esta história verídica tem um fim feliz. Mesmo ao lado da velhinha estava uma senhora que se apressou a dizer: "Leve o medicamento senhora que eu pago"
E isto passa-se num país da União Europeia...